Um grupo de vereadores da oposição liderado pelo presidente da Câmara Municipal de São Bento do Una (PE), vereador Avanildo Cavalcante (PSB), fez uma petição pública no site Avaaz.org pedindo providências ao Ministério Público sobre o caso de 2.805 doses da Astrazênica e Coronavac que podem ter sido perdidas por mudanças na temperatura da câmara de armazenamento.

Até a divulgação dessa matéria, passavam das 450 assinaturas on-line, as pessoas que queiram assinar a petição deverá entrar no site (https://secure.avaaz.org/) e fornecer o primeiro e segundo nome, além de e-mail, país, cidade e código postal.

A ex-prefeita Débora Almeida (PSB) postou um vídeo pedindo apoio popular para a assinatura da vacina.

O relatório das vacinas estão sendo analisadas e ainda não se sabe quando deverá sair o resultado, mas profissionais da área acreditam que os imunizantes tenham sido perdidos. De acordo com as evidências, o problema ocorreu por falha da máquina, porém não tinha um profissional acompanhando a oscilação de temperatura.

Após o ocorrido a prefeitura designou seguranças para tomar conta das vacinas.

O município já recebeu 10.805 vacinas até este sábado (10) e 6.912 pessoas foram vacinas até neste domingo (11). Nenhum caso de Covid-19 foi confirmado hoje.

Confira a nota divulgada no site:

Diante da situação preocupante em que vive o mundo com a Pandemia, no momento em que o Brasil está como o epicentro da contaminação por Covid-19, com recordes diários de casos confirmados e de mortes, com risco iminente de colapso dos sistemas de saúde, público e privado, tendo nas vacinas a única esperança segura da ciência oferecida à população mundial, a gestão municipal de São Bento do Una tratou com descaso e desatenção, lotes recebidos com 2.800 doses de vacinas da Astrazênica e Coronavac, suspendendo a vacinação durante o feriado da Semana Santa e o final de semana, armazenando e deixando as doses sem nenhum tipo de monitoramento humano, tendo havido nesses dias uma acentuada variação de temperatura, ultrapassando os limites estabelecidos pelos laboratórios fabricantes, sem ter, contudo, ninguém no local do armazenamento durante vários dias que corrigisse o problema, podendo ter perdido todas as 2.800 doses com desperdício das vacinas, do dinheiro público e até de vidas.

Diante deste fato de desrespeito e descaso para com a saúde pública, nós, vereadores da oposição e população, assinamos esta presente petição pública, pedindo providências do Ministério Público para que os gestores do município deem explicações sobre o ocorrido e haja a devida responsabilização dos culpados. 

Veja também

Comente via Facebook

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here