A Polícia Civil de Pernambuco prendeu na tarde desta terça-feira (9) Anderson Antônio da Silva, conhecido como Esquerdinha, principal suspeito de ter matado o professor e ativista da causa LGBT Sandro Cipriano, de 35 anos em Pombos (PE)

O mandato temporário de prisão foi expedito pela comarca do município e comprido pela polícia. De acordo com informações, Anderson confessou em interrogatório a autoria do crime, ele mantinha um relacionamento com o professor. O crime está sendo tratado até então como latrocínio, roubo seguido de morte. O suspeito foi encaminhado para o presídio de Vitória de Santo Antão (PE).

Os detalhes serão apresentando da prisão do suspeito serão apresentados em uma coletiva nesta quarta-feira (10), às 11h pela Polícia Civil em Recife (PE).

Relembre o crime

O professor Sandro Cipriano Pereira, de 35 anos, desapareceu de casa no dia 27 de junho, quando foi visto por volta de 19h30, quando se dirigiu a um bar para trocar um dinheiro. A Polícia foi até a casa do professor e encontrou a casa toda reviradas, faltando vários pertences e com manchas de sangue no piso.

O corpo de Sandro foi encontrado no dia 29 de junho, na área rural da cidade, com um tiro na cabeça. O carro dele foi achado na manhã do dia 30, no Loteamento Menino Jesus, que fica às margens da BR-232, também no município de Pombos.

Veja também

Comente via Facebook

comentários

Vamos ajudar!


Doe agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here