O Peru está na semifinal da Copa América pela primeira vez desde 1997. A seleção treinada por Sergio Markarián contou com um pênalti perdido por Falcao Garcia e duas falhas do goleiro Luis Martinéz para vencer a Colômbia por 2 a 0 neste sábado em Córdoba, com gols de Carlos Lobatón e Juan Vargas na prorrogação, e vai pegar o Uruguai na próxima terça-feira.

Dona da melhor campanha da primeira fase (sete pontos e saldo de três gols, contra dois do Chile), a seleção colombiana não havia sofrido nenhum gol na Copa América até as quartas de final. O time jogou melhor que o Peru e acertou a trave rival duas vezes, mas falhou em momentos decisivos: Falcao, destaque do Porto, chutou um pênalti para fora aos 21 do primeiro tempo, enquanto Martinéz deu de presente os gols de Lobatón, aos 11 da primeira etapa da prorrogação, e Vargas, aos sete do segundo tempo extra (o jogo terminou com 0 a 0 nos primeiros 90 minutos).

O Peru volta a campo na próxima terça, às 21h45m (de Brasília), em La Plata, para disputar a semifinal contra a Celeste, que eliminou os argentinos nos pênaltis após empate de 1 a 1. No domingo, mais duas quartas de final: Brasil x Paraguai, às 16h (de Brasília), e Chile x Venezuela, às 19h15m (de Brasília).

Bolas na trave e pênalti perdido

A Colômbia começou atacante com o ex-palmeirense Pablo Armero, que bateu cruzado na área para a defesa de Raúl Fernández aos oito minutos de jogo. A resposta peruana veio com Juan Vargas, que aos 20 fez bela jogada, driblou dois rivais e chutou para fora.

Seis minutos depois, Falcao Garcia teve sua primeira chance, mas mandou por cima do gol após ganhar um presente em falha da defesa do Peru. Principal nome peruano, Vargas arriscou de longe aos 33 e Luis Martinéz salvou a Colômbia. Aos 36, Dayro Moreno balançou a rede, mas pelo lado de fora, com perigo.

A partida melhoru na etapa final. A seleção colombiana cresceu, principalmente pela direita, com Moreno. Primeiro, o  camisa 17 recebeu sozinho pelas costas da defesa, entrou na área e chutou cruzado, rente à trave de Fernández aos 17.

Dois minutos depois, Moreno foi derrubado por Alberto Rodríguez na área: pênalti. Na melhor chance colombiana até o momento, Falcao Garcia pegou a bola aos 21, colocou na marca e cobrou para fora, perto da trave direita.

Moreno continuava como melhor opção e quase marcou aos 22: arrancou pela direita, pedalou na frente de Rodríguez e bateu forte na trave, em bola sem defesa para o goleiro Fernández. Aos poucos, o Peru saiu da defesa e também assustou a Colômbia. Como aos 35, quando Adán Balbín deu um chute perigoso que obrigou Martinéz a salvar a seleção amarela.

Já aos 46, Freddy Guarín quase fez um golaço que evitaria a prorrogação: invadiu a área pela esquerda, driblou um rival e bateu com força, a bola tocou na ponta dos dedos de Fernández e no travessão antes de sair. Mais 30 minutos de jogo.

Goleiro colombiano vacila e entrega o jogo

A prorrogação começou com a Colômbia no ataque, apostando em Moreno pela direita, mas quem mexeu no placar foi o Peru. Aos 11 minutos do primeiro tempo extra, Vargas cobrou falta para a área, Martinéz saiu mal e largou a bola, dando chance para Lobatón acertar um belo chute: 1 a 0, primeiro gol sofrido pelos colombianos na Copa América.

No segundo tempo extra, os colombianos tentaram atacar de qualquer jeito, sem muita ordem tática, e acabaram castigados. Aos sete, o goleiro Martinéz falhou de novo ao sair errado, deu a bola no pé de um rival, Vargas recebeu sozinho na área e marcou o segundo. Vitória de 2 a 0, vaga na semifinal garantida.

GloboEsporte.com

COLÔMBIA 0 X 2 PERU
Luis Martinéz, Camilo Zuñiga, Luis Perea, Mario Yepes, Pablo Armero, Carlos Sánchez (Jackson Martínez), Abel Aguilar (Teófilo Gutiérrez), Freddy Guarín, Dayro Moreno, Adrián Ramos (Hugo Rodallega) e Falcao Garcia Raúl Fernández, Renzo Revoredo, Christian Ramos, Alberto Rodríguez, Walter Vílchez, Luis Advíncula (Carlos Lobatón), Adán Balbín, Rinaldo Cruzado, Juan Vargas, William Chiroque (Yoshimar Yotún) e Paolo Guerrero
Técnico: Hernán Darío Gómez Técnico: Sergio Markarián
Gol: Carlos Lobatón, aos 11 do primeiro tempo da prorrogação; Juan Vargas, aos sete do segundo tempo da prorrogação
Cartões amarelos: Luis Advíncula, Alberto Rodríguez (Peru); Carlos Sánchez (Colômbia)
Estádio: Mario Kempes, em Córdoba. Data: 16/7/2011. Árbitro: Francisco Chacón (MEX) Assistentes: Leonel Real (CRC) e Francisco Mondria (CHI)

Da redação TV SBUNA

Veja também

    None Found

Comente via Facebook

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here