A Divisão de Homicídios (DH) informou que foram presos dois homens suspeitos de negociar e vender uma das armas utilizadas por Wellington Menezes de Oliveira, que matou 12 crianças em uma escola em Realengo, na Zona Oeste do Rio, na quinta-feira. Os acusados estão presos desde as 19 horas de ontem.

O chaveiro Charles Souza dos Santos e o desempregado Isaías da Silva foram detidos por policiais militares do 21º Batalhão, de São João de Meriti (Baixada Fluminense), no bairro de Santa Cruz, zona oeste do Rio. A prisão se deu após os PMs serem informados por uma terceira pessoa sobre a conversa entre Charles e Isaías na qual a dupla afirma que a arma vendida para o Sheik (apelido de Wellington), estava “afiadinha”.

O revólver calibre 32 teria sido vendido por R$ 260,00, mas Charles e Isaías teriam ficado apenas com R$ 30 cada. O nome fornecido pela dupla ao delegado Felipe Renato Ettore, titular da Divisão de Homicídios (DH) do Rio, como sendo o do dono do revólver aparece nos dados da polícia como desaparecido ou morto. O outro revólver está com a numeração raspada.

A polícia agora espera conseguir junto à Justiça um mandado de prisão para os dois rapazes presos.


Uol

Da redação da TV SBUNA

Veja também

    None Found

Comente via Facebook

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here