Tuparetama e Verdejante são municípios localizados no interior de Pernambuco. As duas cidades ficam no Sertão. A primeira tem apenas 7.925 habitantes e está no Sertão do Pajeú. A outra tem 9.142 pessoas e fica no Sertão do Moxotó. Em comum, uma marca de atraso: ambas só passaram a ter serviço de telefonia celular nos últimos seis meses.

O serviço é tão recente que as cidades sequer aparecem no mapa de cobertura da única operadora que oferece sinal por lá, a TIM. “Antes celular só pegava nas partes altas da cidade. Era complicado para a população por falta de comunicação. Agora, quase todo mundo tem um celular”, conta o comerciante Ari Rodrigues, que trabalha num mercadinho de Tuparetama.

Domingos Sávio (PTB), prefeito do município localizado a 377 quilômetros do Recife, diz que a telefonia móvel chegou a Tuparetama há cerca de 60 dias. “Era muito ruim (não ter sinal de celular). Eu usava celular com anteninha”, reclamava o prefeito. Atualmente fica-se sem celular na cidade apenas quando falta energia. “Hoje celular não é só mordomia. (Telefonia móvel) ajuda no desenvolvimento da cidade”, conta o Sávio.

Antes da chegada da operadora havia apenas um aparelho na casa de Ari Rodrigues. Agora são três. “Um pra mim, um pra minha esposa e um pra minha mãe”. Apesar do aumento da demanda, Tuparetama ainda não tem loja exclusiva para venda de telefones móveis.

Em Verdejante, a 99 quilômetros da capital, a telefonia celular chegou há mais tempo – uns 5 ou 6 meses, de acordo com a Prefeitura. Ter celular por lá não é mordomia, mas questão de sobrevivência. A maioria da população vive na zona rural, onde não há nem orelhão. “É mais um serviço que o município não tinha e facilita muito a comunicação. É um benefício socioeconômico”, resume o prefeito Haroldo Silva Tavares (DEM).

Mesmo morando na zona urbana de Verdejante, a empregada doméstica Francisca da Silva festejou a chegada do sinal GSM. Agora pode falar tranquila com parentes e amigos que moram longe. “Antes eu ia para um orelhão, mas se estivesse chovendo, por exemplo, não ligava, a não ser que fosse uma emergência”.

SINAL – A TIM disse, em nota, que “os municípios pernambucanos de Tuparetama e Verdejante não fazem parte do compromisso de cobertura da operadora, previsto no edital 002/2007, da agência reguladora. Apesar disso, as localidades citadas contam com cobertura 2G (GSM) da TIM”.

A Vivo informou que Tuparetama e Verdejantes fazem parte da Meta Anatel proposta para 2011. “Eles serão ativados até a terceira semana do mês de maio de 2011”, informou a assessoria de imprensa por nota. O prefeito de Tuparetama disse que a antena da operadora já está instalada.

A Oi não deu informações específicas sobre Pernambuco, mas o prefeito de Tuparetama diz ter recebido um telefonema da empresa e afirmou que ela está interessada em gerar sinal para o município.

A Claro também não afirmou se pretende atender os municípios. Em nota ressaltou que cumpriu “todas as suas metas de cobertura da Anatel em Pernambuco”.

Blog do Jamildo – NE10

Da redação da TV SBUNA

Veja também

    None Found

Comente via Facebook

comentários

1 COMENTÁRIO

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkk

    Muito massa essa placa
    mas isso é um absurdo nesse tempos ainda aver cidades
    sem sinal de telefone
    Eu axo que as operadoras deviam olhar mais as cidades
    que estao sem sinal ou seja quase todas principalmente ser for tim pq diz “TIM viver sem froteira” mas o certo seria
    “TIM viver com fronteiras” a claro nem se fala a Oi pioro
    a vivo ainda se salva pq ta a melhorsinha em algumas cidades
    Mas as essas operadoras deviam pra melhora ate mesmo o sinal estala mais antenas nessa regioes…
    <<>>

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here